Advertisement

WhatsApp and the Mediatization of Informal Communication in Organizations

  • Bruno CarramenhaEmail author
  • Thatiana Cappellano
  • Viviane Regina Mansi
Chapter

Abstract

This chapter investigates the role of WhatsApp in informal communication at Brazilian companies, highlighting the challenges faced by employee communications areas. As we are living in an increasingly connected and interdependent world, individuals and businesses adhering to new forms of communication, especially those allowing quick access, reading, and comments. The authors propose that this app mediatizes informal communication in organizations—what brings potential opportunities and challenges to improve employee communication at a time of media ubiquity, decrease in physical boundaries, and an increasing exchange of information, regardless of whether they are, in fact, establishing a process of dialogue and belonging.

Keywords

Employee communication Organizational culture Mediatization Informal communication Mediatic process Whatsapp Internal communication Organizational communication 

References

  1. Carneiro, E., et al. (2011). Pesquisa empírica em comunicação: a experiência do Projeto Fronteiras. Intercom Região Sul. Disponível em http://www.intercom.org.br/papers/regionais/sul2011/resumos/R25-0682-1.pdf.
  2. Carramenha, B., Cappellano, T., & Mansi, V. (2013). Comunicação com empregados: a comunicação interna sem fronteira. Jundiaí: Editora. In House.Google Scholar
  3. Cipriani, F. (2011). Estratégia em mídias sociais: como romper o paradoxo das redes sociais e tornar a concorrência irrelevante. Rio de Janeiro: Elsevier.Google Scholar
  4. Corrêa, E. (2009). Comunicação digital e seus usos institucionais. In M. Kunsch (Ed.), Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas (2ª Edição, pp. 169–184). São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora.Google Scholar
  5. Emoticon. (2015). Wikipédia: a enciclopédia livre. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Emoticon.
  6. Freitas, S. (2009). Comunicação Interna e o diálogo nas organizações. In M. Kunsch (Ed.), Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas (2ª Edição, pp. 139–153). São Caetano do Sul: Difusão Editora.Google Scholar
  7. Hjarvard, S. (2008). The Mediatization of Society: A Theory of the Media as Agents of Social and Cultural Change. Nordicom Review, 29(2), 105–134.CrossRefGoogle Scholar
  8. Hjarvard, S. (2014). Mediatization and Cultural and Social Change. In K. Lundby (Ed.), Mediatization of Communication (pp. 199–226). Berlin: Walter de Gruyter GmbH.Google Scholar
  9. Jue, A., Marr, J., & Kassotalis, M. (2010). Mídias sociais nas empresas: colaboração, inovação, competitividade e resultados. São Paulo: Évora.Google Scholar
  10. Mansi, V. (2014). Os (diversos) diálogos possíveis nas organizações. In D. Künsch et al. (Eds.), Comunicação, diálogo e compreensão (pp. 153–163). São Paulo: Plêiade.Google Scholar
  11. Marques, Â. (2011). aspectos teórico-metodológicos do processo comunicativo de deliberação online. Rev. Bras. Ciênc. Polít., Brasília, n. 6, Dez. 2011. pp. 19–40.Google Scholar
  12. Martino, L. (2014a). Teoria da Comunicação: ideias, conceitos e métodos (5ª edição). Petrópolis, RJ: Vozes,Google Scholar
  13. Martino, L. (2014b). Teoria das Mídias Digitais: linguagens, ambientes e redes. Petrópolis, RJ: Vozes.Google Scholar
  14. Neto, A. (2008). Fragmentos de uma «analítica» da midiatização. MATRIZes, 1(2), 89–105.CrossRefGoogle Scholar
  15. Oliveira, I., & Alencar, T. (2013). A dinâmica comunicativa no ambiente interno das organizações: inter-relação da comunicação formal com a comunicação informal. Organicom, 10(19), 199–209.CrossRefGoogle Scholar
  16. Provedel, C. (2013). Perspectiva teórica da comunicação compreensiva: um novo olhar interpretativo para a comunicação interna. Organicom, 10(19), 144–155.CrossRefGoogle Scholar
  17. Shirky, C. (2011). A Cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Rio de Janeiro: Zahar.Google Scholar
  18. Spyer, J. (2007). Conectado: o que a interenet fez com você e o que você pode fazer com ela. Rio de Janeiro: Zahar.Google Scholar
  19. UNIÃO Europeia autoriza compra do WhatsApp pelo Facebook. (2014). G1, São Paulo, 31 out. Disponível em http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2014/10/uniao-europeia-autoriza-compra-do-whatsapp-pelo-facebook.html.

Copyright information

© The Author(s) 2019

Authors and Affiliations

  • Bruno Carramenha
    • 1
    Email author
  • Thatiana Cappellano
    • 1
  • Viviane Regina Mansi
    • 2
  1. 1.Fundação Armando Alvares PenteadoSão PauloBrazil
  2. 2.Faculdade Cásper LíberoSão PauloBrazil

Personalised recommendations