Advertisement

Proposals for Teacher Training in the Face of the Challenge of Educating for Sustainable Development: Beyond Epistemologies and Methodologies

  • Mari Regina AnastacioEmail author
Chapter
Part of the World Sustainability Series book series (WSUSE)

Abstract

The predominant educational matrix based on unconstrained progress, individualism and competition needs to be reinvented so that it can contribute effectively to sustainable development. In this sense, the role of higher education institutions as trainers of local and global leaders is considered fundamental, along with the role of university teachers who are mediators of learning and great influencers. Thus, this article intends to reflect the ontological dimension on the programs of teacher training higher education, in view of the need to review mental models regarding actions aimed at effective sustainable development. Based on a foundation and a set of reflections, the importance of adding ontological aspects to teacher trainings, as well as the intellectual and methodological aspects, in which the following elements emerge: methodological congruence; multidimensionality of being; multidimensionality of relationships; attention to the unveiling of ‘power from within’; meaningful learning; solidarity and civic culture; learning spaces; access to truths; heterogeneous plural practices (transdisciplinarity); wisdom and imagination; acting in teams; collective intelligence; group dynamics; world of youth; designer of learning environments.

Keywords

Teacher training Education for sustainability Transdisciplinar education Ontological aspects Complex thinking 

References

  1. Anastacio MR (2012) Formação humana a partir da educação para a solidariedade: o caso da PUCPR. In: Encontro Internacional de Educação e Espiritualidade - UFPE, 1, Anais, RecifeGoogle Scholar
  2. Bauman Z (2001) Modernidade Líquida. Tradução: Plínio Dentzien. Jorge Zahar Ed., Rio de JaneiroGoogle Scholar
  3. Behrens M (2012) Docência universitária no paradigma da complexidade: caminho para a visão transdisciplinar. In: de Souza RCCR, Magalhães SMO (Org) Formação de professores: elos da dimensão complexa e transdisciplinar. Editora da PUC Goiás, Goiânia, cap 5, pp 143–158Google Scholar
  4. Behrens M (2015) Contributos de Edgar Morin e Paulo Freire no paradigma da complexidade. In: Behrens M, Ens RT (Org) Complexidade e Transdisciplinaridade: novas perspectivas teóricas e práticas para formação de professores. Appris, Curitiba, cap 1, pp 23–46Google Scholar
  5. Brandão CR, Magalhães SMO (2012) O manifesto da transdisciplinaridade e uma educação dirigida à harmonia entre nós e a vida: cópia e comentários da carta de transdisciplinaridade adotada no Primeiro Congresso Mundial da Transdisciplinaridade. In: de Souza RCCR, Magalhães SMO (Org) Formação de Professores: elos da dimensão complexa e transdisciplinar. Editora da PUC Goiás, Goiânia, cap 1, pp 27–44Google Scholar
  6. Capra F (2004) O ponto de mutação. Cultrix, São PauloGoogle Scholar
  7. Crema R, Brandão D (1991) O novo paradigma holístico: ciência, filosofia, artes e mística. Editora Summus, São PauloGoogle Scholar
  8. D’Ambrosio UA (2010) Transdisciplinaridade e sua importância para o diálogo com as tradições e a sustentabilidade do planeta. In: Berni LEV (Org) O homem alfa e ômega da criação. Coordenação e supervisão de Hélio de Moraes e Marques. Grande Loja da Jurisdição de Língua Portuguesa, Curitiba, cap 9, pp 220–241Google Scholar
  9. D’Ambrosio UA (2012) A prática transdisciplinar na universidade. In: de Souza RCCR, Magalhães SMO (Org) Formação de professores: elos da dimensão complexa e transdisciplinar. Editora da PUC Goiás, Goiânia, cap 10, pp 223–248Google Scholar
  10. Galvani P (2002) A autoformação, uma perspectiva transpessoal, transdisciplinar e transcultural em educação e transdisciplinaridade II. Triom/UNESCO, São PauloGoogle Scholar
  11. Hathaway M, Boff L (2012) O tao da libertação: explorando a ecologia da transformação. Vozes, PetrópolisGoogle Scholar
  12. Josso M-C (2010) A experiência de vida e formação. Paulus, São PauloGoogle Scholar
  13. Lévinas E (2004) Entre nós: ensaios sobre a alteridade. Vozes, PetrópolisGoogle Scholar
  14. Moraes MC (2010) Complexidade e transdisciplinariedade na formação docente. In: Moraes MC, Navas JMB (Org) Complexidade e transdisciplinaridade em educação. WAK, Rio de Janeiro, cap 6, pp 175–206Google Scholar
  15. Moraes MC (2012) Transdisciplinaridade e educação. In: de Souza RCCR, Magalhães SMO (Org) Formação de professores: elos da dimensão complexa e transdisciplinar. Editora da PUC Goiás, Goiânia, cap 3, pp 71–90Google Scholar
  16. Moraes MC, Batalloso JM (2015) Um olhar complexo e transdisciplinar sobre ética e educação. In: Behrens M, Ens RT (Org) Complexidade e transdisciplinaridade: novas perspectivas teóricas e práticas para formação de professores. Appris, Curitiba, cap 8, pp 143–174Google Scholar
  17. Morin E (2001) Os sete saberes necessários à educação do futuro, 3rd edn. UNESCO, BrasíliaGoogle Scholar
  18. Morin E (2003) A necessidade de um pensamento complexo. In: Mendes C (Org) Representação e complexidade. Garamond, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  19. Morin E (2005) Ciência com consciência. Tradução de Maria D. Alexandre e Maria Alice Sampaio Dória. Edição revista e modificada pelo autor, 8th edn. Bertrand Brasil, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  20. Morin E (2006) A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Bertrand Brasil, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  21. Morin E (2007) Introdução ao pensamento complexo, 3rd edn. Sulina, Porto AlegreGoogle Scholar
  22. Nicolescu B (1999a) O manifesto da transdisciplinaridade. Triom, São PauloGoogle Scholar
  23. Nicolescu B (1999b) Um novo tipo de conhecimento – transdisciplinaridade. Educação e Transdisciplinaridade. Cetrans – Centro de Estudos em Transdisciplinaridade, São Paulo. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001275/127511por.pdf. Acesso em: agosto de 2014
  24. Petraglia I (2015) O processo de produção de conhecimento: complexidade e transdisciplinaridade. In: Behrens M, Ens RT (Org) Complexidade e transdisciplinaridade: novas perspectivas teóricas e práticas para formação de professores. Appris, Curitiba, cap 4, pp 75–86Google Scholar
  25. Pineau G, Patrick P (2005) Transdisciplinarité ET formation. L’Harmattn, ParisGoogle Scholar
  26. Russel P (1992) O buraco branco no tempo. Editora Aquariana, São Paulo. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=uUiSYP5L6Mo. Acesso em: 06 de junho de 2015
  27. Scharmer O (2010) Teoria U: como liderar pela percepção e realização do futuro emergente. Tradução Edson Furmankiewicz; revisão técnica: Janine Saponara. Elsevier, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  28. Scharmer O (2014) Liderar a partir do futuro que emerge: a evolução do sistema econômico ego-cêntrico para o eco-cêntrico. Tradução Cristina Yamagami; revisão técnica: Janine Saponara. Elsevier, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  29. Weil P, D’Ambrosio U, Crema R (1993) Rumo à nova transdisciplinaridade: sistemas abertos de conhecimento. Summus, São PauloGoogle Scholar
  30. Weil P, Leloup J-Y, Crema R (2013) Normose: a patologia da normalidade, 4th edn. Vozes, PetrópolisGoogle Scholar
  31. Wilber K (2003) Uma teoria de tudo. Cultrix, São PauloGoogle Scholar

Copyright information

© Springer Nature Switzerland AG 2020

Authors and Affiliations

  1. 1.Business SchoolPontifical Catholic University of ParanáCuritibaBrazil

Personalised recommendations