Advertisement

History of Mathematics Education and Oral History: Possibilities for the Classroom

  • Vinícius Sanches Tizzo
  • Antonio Vicente Marafioti Garnica
Chapter
Part of the History of Mathematics Education book series (HME)

Abstract:

Besides presenting some experiences conducted with oral history in mathematics teaching (focusing on teacher formation courses), this text also proposes practical possibilities for classroom practice. Examples of several natures are shown, particularly relating to topics associated with the history of mathematics education. We believe that history, seen as a potent aid in the building of knowledge and because of the richness and diversity of the elements involved in a historiographic operation, enables problematization of some fundamental circumstances which lead us, both teachers and students, to become what we are. Therefore, these historiographic practices, together with oral history, are essential aids in teaching and learning processes (in general and, particularly, in mathematics) when transposed to the educational scenario in a promising and instigating manner. The examples shown must be understood as possibilities for action which trigger perspectives so that each reader, with their own interests, conceptions, and curricular demands, may adapt, transform, and transcend these suggestions, thus creating their own sequences and didactic scripts so as to include history, oral history, and history of mathematics education in teaching and learning processes.

Keywords:

Mathematics education  History  Oral history  Classroom  Interventions 

References

  1. Andrade, M. M., & Sachs, L. (2018). “Obrigada por ter apresentado a História Oral”: propostas desenvolvidas e analisadas em um curso de Licenciatura em Matemática. Bolema, Rio Claro, 32(60), 212–230.CrossRefGoogle Scholar
  2. D’Ambrósio, U. (1999). A História da Matemática: Questões Historiográficas e Políticas e Reflexos na Educação Matemática. In M. A. V. Bicudo (Ed.), Pesquisa em educação matemática: Concepções & perspectivas (pp. 97–115). São Paulo, Brazil: Editora UNESP.Google Scholar
  3. da Silva, H. (2013). Integrando história oral e narrativas a abordagens pedagógicas problematizadoras na formação inicial de professores de matemática. Revista Educação PUC-Campinas, Campinas, 18(3), 269–285.CrossRefGoogle Scholar
  4. de Souza, L. A. (2011). Trilhas na construção de versões históricas sobre um grupo escolar. 420f. Tese (Doutorado em Educação Matemática)—Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.Google Scholar
  5. Flugge, F. C. G. (2015). Potencialidades das narrativas para a formação inicial de professores que ensinam matemática. 255f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.Google Scholar
  6. Garnica, A. V. M. (2013). Sobre historiografia: Fragmentos para compor um discurso. Rematec, (12), 51–65.Google Scholar
  7. Gomes, M. L. M. (2012). História do ensino da matemática: Uma introdução. Belo Horizonte, Brazil: CAED-UFMG.Google Scholar
  8. Gomes, M. L. M., & de Brito, A. J. (2009). Vertentes da produção acadêmica brasileira em história da educação matemática: as indicações do EBRAPEM. Bolema Rio Claro, 22(34), 105–130.Google Scholar
  9. Gonzales, K. G., & Martins-Salandim, M. E. (2015). História na educação matemática: Uma disciplina, uma contribuição didática-metodológica para o ensino e a pesquisa. In Seminário Nacional de História da Matemática, 11. Natal. Anais... Natal: UFRN (pp. 1–11).Google Scholar
  10. Martins-Salandim, M. E., de Souza, L. A., & Fernandez, D. N. (2010). História oral em educação matemática: Contribuições para um referencial metodológicos. Ciências Humanas e Sociedade, Seropédica, 32(02), 55–66.Google Scholar
  11. Mendes, I. A. (2009). A história da matemática e o ensino da matemática escolar. In I. A. Mendes (Ed.), Matemática e investigação em sala de Aula: Tecendo redes cognitivas na aprendizagem (pp. 97–115). São Paulo, Brazil: Livraria da Física.Google Scholar
  12. Miguel, A., & Miorim, M. A. (2004). História da educação matemática: propostas e desafios. Belo Horizonte, Brazil: Autêntica. (Coleção Tendências em Educação Matemática, 10).Google Scholar
  13. Miorim, M. A., & Miguel, A. (2002). Os logaritmos na cultura escolar brasileira. Natal, Brazil: Editora da SBHMat.Google Scholar
  14. Miorim, M. A., & Miguel, A. M. (2001). A constituição de três campos afins de investigação: história da matemática, educação matemática e história e educação matemática. Teoria e Prática da Educação, Maringá, 4(8), 35–62.Google Scholar
  15. Santhiago, R., & de Magalhães, V. B. (2015). A história oral na sala de aula. Belo Horizonte, Brazil: Autêntica Editora.Google Scholar
  16. Tizzo, S. V. (2014). A história oral como uma abordagem didático-pedagógica na disciplina política educacional Brasileira de um curso de Licenciatura em Matemática. 345f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática)—Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.Google Scholar
  17. Van De Walle, J. (2009). Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de sula. Porto Alegre, Brazil: Artmed.Google Scholar

Copyright information

© Springer Nature Switzerland AG 2019

Authors and Affiliations

  • Vinícius Sanches Tizzo
    • 1
  • Antonio Vicente Marafioti Garnica
    • 2
  1. 1.University of São Paulo State, UNESPRio ClaroBrazil
  2. 2.University of São Paulo State, UNESPBauru/Rio ClaroBrazil

Personalised recommendations